“Vidas comuns contêm os grandes momentos da existência”

8 05 2008

A jornalista e escritora Marta Góes veio ao Ilha de Vera Cruz nesta quarta para ser entrevistada pelos alunos. Ela preencheu o auditório com seu jeito suave, carinhoso, de falar. Em uma hora e meia, já nos sentíamos seus amigos. E compartilhamos a felicidade de ter um episódio criado para a série Malu Mulher e enviado pelo correio aceito pela TV Globo; a emoção de entrevistar os antigos alunos de Alfredo Mesquita, fundador da Escola de Arte Dramática; os limites da autoria conjunta com Babenco; a infância em Petrópolis; o primeiro amor contado no livro infantil; os primeiros anos no jornalismo; aquelas “travadas” durante a escrita de um texto; a leitura de Monteiro Lobato, Jorge Amado, Machado de Assis e de histórias de mocinhas sofredoras; o enfrentamento de Os sertões; as diferenças entre o roteiro de cinema e o texto teatral; a encenação do texto pelo ator e pelo diretor; as críticas pesadas recebidas por seu filho, pelo texto da novela global Bang-bang; a paixão pelo livro O deus das pequenas coisas, que ela declara querer ter escrito. Leia a entrevista completa na revista Vozes do Ilha de junho.

[Bel – m4]